Como enfrentar o medo de falar em público.

Você é um profissional que de vez em quando precisa falar em público, seja numa apresentação dentro do trabalho, seja numa reunião na empresa, ou mesmo em ambientes externos em contatos com clientes, fornecedores, sindicalistas, mas ainda não se sente confortável diante da audiência.

Imagine que você aguarda a sua hora de falar e percebe que as mãos suam, o coração bate mais forte, a garganta fica seca, as pernas tremem e os pensamentos que você já tinha organizado na cabeça para sua apresentação simplesmente desaparecem.

Se você se sente assim, saiba que não está sozinho. Esses sintomas também atormentam muitos palestrantes, mesmo alguns mais experientes, sobretudo no momento em que têm que apresentar suas idéias, e vender suas propostas e projetos diante de gerentes, diretores e conselheiros da empresa.

Ocorre que são essas as melhores oportunidades que você tem para mostrar suas habilidades, competências e realizações dentro do ambiente de trabalho, e se não se sair bem terá desperdiçado uma chance extraordinária de mostrar o seu valor profissional e de ascender dentro da empresa em que trabalha.

Se esse é o seu caso, o Professor Reinaldo Polito, mestre em oratória e autor consagrado de vários livros sobre o assunto, tem algumas dicas valiosas, apresentadas em seu livro “29 Minutos para Falar Bem em Público.

DICAS QUE PODEM SER UTILIZADA

  1. O início é sempre o momento mais difícil da apresentação, já que a adrenalina ainda não baixou e você ainda está tentando encontrar o melhor lugar para se posicionar. Por isso, não deixe para decidir na hora quais serão as suas palavras iniciais quando já estiver diante da platéia. Saiba antecipadamente como irá começar, e quais serão as suas primeiras frases, ainda que ditas de forma diferente daquela que você havia imaginado em seu esboço inicial;
  2. Se tiver receio de esquecer a sequencia de sua fale, não se desespere. Falar em público não é um teste de memória. Leve consigo um roteiro da apresentação com os tópicos mais importantes na ordem em que pretende apresentá-los. Se tiver praticado a sua apresentação, talvez nem precise utilizá-los, mas, se for o caso, se sentirá mais seguro tendo um roteiro á mão;
  3. Para evitar o tremor nas mãos, leve o texto escrito em um papel bem encorpado ou apoiado em uma folha de cartolina. A platéia não ira perceber se você tremer um pouco, o que lhe deixará mais seguro e tranquilo na exposição. Outra técnica é apoiar as mãos na mesa, no haste do microfone ou no espaldar da cadeira. Assim que se sentir mais confiante, solte uma das mãos, retornando á posição inicial se sentir que ainda está tremendo, Só gesticule quando puder demonstrar total controle e segurança;
  4. Falar de pé torna a sua apresentação mais confiante e eficiente, pois você terá o domínio e controle dos ouvintes, o que não se aplica,contudo, quando você estiver muito nervoso. Nessas situações, é preferível ficar sentado, já que a cadeira lhe dará uma base de sustentação e a mesa pode funcionar como apoio para os braços e mãos, alem de lhe fornecer uma lugar seguro para suas anotações. Felizmente, e especialmente em apresentações no local de trabalho, não são muitas as ocasiões em que temos que falar de pé;
  5. Não se precipite em iniciar falando rapidamente diante do público, como se quisesse se livrar rapidamente da tarefa. Espere alguns minutos para se acalmar e diminuir a adrenalina, com atividades como ajustar a altura do microfone, beber um copo dágua, ajeitar as folhas que irá utilizar em sua apresentação, etc. A fim de não deixar transparecer o desconforto inicial, comece falando mais devagar e com um volume de voz um pouco mais baixo;
  6. Se a reunião contar com uma mesa diretora e ainda com o objetivo de ganhar mais tempo nos difíceis momentos iniciais, comece por cumprimentar cada um dos membros da mesa, não deixando de anotá-los numa folha de papel, ainda que saiba nome de todos, para evitar lapsos de memória, comuns nessas situações;
  7. Em todo lugar existe gente chata, que pode minar a sua tranquilidade e deixá-lo ainda mais nervoso antes de sua apresentação. Fuga das conversas que podem aborrecê-lo e procure ficar ao lado de pessoas mais simpáticas e que demonstrem real interesse no sucesso de sua missão;
  8. Antes de enfrentar a platéia, converse com os colegas de trabalho, amigos e familiares sobre o assunto que irá abordar. Além de verbalizar o que pretende transmitir, o que lhe dará mais segurança, você poderá receber bons “insights” e respostas para possíveis perguntas e objeções que poderão surgir. Você se sentirá mais seguro sabendo como agir quando e se for questionado pela audiência;

Ninguém está livre de um “branco” na hora da apresentação.Caso isso ocorra, não entre em pânico e tente manter a calma. Uma alternativa nesses casos é repetir a ultima frase, como se quisesse dar ênfase ao que acabou de dizer. Se não funcionar, diga “na verdade, o que quero dizer é…..”, o que geralmente dá certo porque lhe permite recontar a história com outras palavras. Se ainda assim não der resultado, o jeito é dizer que voltará ao assunto no decurso da apresentação.

Seguindo essas técnicas, segundo Polito, você se sentirá mais seguro e confiante quando tiver que falar em público. Saiba, porém, que nada substitui uma boa preparação, que deve ser feita com a maior antecedência possível.

Por isso, pratique, pratique e pratique.E boa sorte em sua apresentação!

 

 

 

 

Anúncios

Um comentário em “Como enfrentar o medo de falar em público.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s