O Líder Introvertido

Nos mundo atual das pessoas extrovertidas, os introvertidos podem se sentir ignorados,sufocados e incompreendidos,  e acreditam – quatro entre cinco deles – que os extrovertidos têm mais chances de sucesso na carreira profissional. Cerca de 40% gostariam de mudar  seu comportamento ou tendências à introversão, mas não sabem como e por onde começar.

Mesmo entre executivos e politicos poderosos, cerca de quarenta por cento se descrevem como introvertidos, entre eles Bill Gates, o mega investidor Warren Buffett e até mesmo o presidente Obama, notoriamente reconhecido pela eloquencia e capacidade de comunicação.

A boa notícia é que a introversão pode ser administrada e, embora não haja um modelo que se aplique a todo mundo, com o tempo e prática,  as pessoas introvertidas podem superar seus problemas e brilhar no mundo dos extrovertidos.

É o que conclui uma pesquisa conduzida pela Dra. Jennifer B. Kahnweller, Ph.D, autora do bestseller “The Introverted Leader, Coach Executiva, palestrante, fundadora e presidente da AboutYOU Inc., empresa de consultoria baseada em Atlanta, nos Estados Unidos.

O QUE É INTROVERSÃO, AFINAL?

Ao contrário da timidez, produto de ansiedade e medo de exposição em situações sociais, a introversão é parte integrante da personalidade, e pode ser melhor definida como um conjunto de características e comportamentos. Os introvertidos processam informação internamente, mantém questões pessoais em caráter privado, e evitam demonstrar emoções. Outras características destacadas:

  • Eles buscam a solidão para recarregar as baterias. No trabalho preferem ambientes quietos e gostam de conduzir projetos por conta própria ou com um grupo reduzido de pessoas;
  • Pensam primeiro para falar depois. Mesmo em conversas informais, eles analisam os comentários dos colegas cuidadosamente e costumam fazer pausas e refletir antes de responder ou emitir opinião;
  • Preferem se comunicar por escrito. No ambiente profissional, optam por e-mails em vez de telefone e conversas diretas. A despeito da aversão por conversas excessivas, gostam de gravitar nas redes sociais, como Facebook, Linkedin e Twitter;
  • São pessoas calmas, reservadas e, ao contrário dos seus colegas extrovertidos, não gostam de ser o centro das atenções, e mesmo em discussões mais acirradas, tendem a manter a calma e a falar pausadamente.

A DURA REALIDADE

A dura realidade, é que esse comportamento pode trazer-lhes problemas no ambiente profissional, do  que se aproveitam os extrovertidos, com seu apetite pela exposição , para ganhar mais espaço e visibilidade no mundo corporativo, o que se reflete nas seguintes situações:

  • Os introvertidos podem experimentar problemas como dor de cabeça, dor de estomago e outras, resultante do stress e de outros fatores internos, em decorrência da chamada “exaustão de pessoas”;
  • Eles têm muita dificuldades de dizer não e de solicitar ajuda ou orientação de outas pessoas. Em consequência, tendem a se sentir sobrecarregados por projetos e deadlines, com prejuizo de sua performance e do equilibro vida/trabalho;
  • não gostam de  falar de suas realizações, por receio de serem vistos como exibicionistas. Com isso, podem desperdiçar oportunidades de ascensão profissional por não saberem se promover internamente;
  • Introvertidos costumam  ter boas idéias que, entretanto, permanecem ignoradas por falta de divulgação. Mesmo em conversas individuais no trabalho, têm dificuldades de ser ouvidos e fazer prevalecer suas opiniões.
  • rotineiramente, introvertidos se retraem no ambiente politico dentro das empresas, o que, embora as vezes desagradável, faz parte do jogo, particularmente quando se trata de construir relacionamentos dentro da organização e, pelo estilo  “low profile”, desperdiçam oportunidade de ascensão profissional.

A Dra. Jennifer diz que não há uma receita mágica para administrar a introversão, mas no ambiente corporativo agitado dos dias de hoje, o introvertido tem que a aprender a se fazer notar. O objetivo não é o de mudar a sua personalidade ou estilo natural de comportamento, mas aceitar e expandir o que você já é. Para tanto, ela recomenda a implementação de sete passos:

  • desenvolva um plano de ação. Prepare-se com antecedência para as reuniões e conversações no ambiente de trabalho, antecipando questões, formulando perguntas e ensaiando respostas;
  • comunique-se com mais frequencia, tomando a iniciativa de compartilhar e divulgar informações com colegas de trabalho, e não espere ser questionado sobre seus projetos e realizações. Descubra o que as pessoas esperam e lhes forneça a resposta antecipadamente;
  • utilize os canais de comunicação mais adequados a cada situação. Não se refugie atrás de e-mails e avalie qual a melhor maneira de transmitir sua mensagem – se por e-mails, telefonemas ou pessoalmente;
  • faça uso das redes sociais para apresentar-se e estabelecer conexão com outras pessoas em reuniões e eventos;
  • faça-se ouvir com mais frequência. Exercite o hábito de falar mais nas reuniões e conferências. Tente fazer seus comentários ou intervenção inicial de forma breve, de modo a ocupar não mais de que cinco minutos. Mesmo uma breve intervenção, ou uma pergunta, pode ser suficiente para ser visto como colaborador. Quanto mais se esperar pela oportunidade, mais difícil  ela se torna;
  • Junte-se ao grupo de extrovertidos; levante a mão, faça um sinal e anuncie calmamente: gostaria de fazer um comentário/pergunta/ponderação, etc;
  • valorize o bom humor. Você pode reverter a percepção de que é uma pessoa retraída, fechada ou séria demais somente com um sorriso, uma risada ou uma brincadeira de vez em quando. Não precisa ser um “comediante”, mas cultive o bom humor.

Por fim, pratique, pratique e pratique mais uma vez. Aprender uma nova habilidade e mudar um comportamento pode ser desconfortável no inicio, mas com consistência e repetição, você pode administrar sua introversão.

E começar a brilhar no mundo dos introvertidos!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s