Palestras: Como Fazer uma Abertura Que Prenda a sua Audiência

public-speaking

 

Após o mestre de cerimônias ler o seu currículo e dizer qual será o tema de sua apresentação, o palestrante, em tom grave e solene, fala: “Bom dia, meu nome é……., eu trabalho na empresa X, e o tema da minha apresentação será….”. depois, ressalte-se, de tudo isso ter sido falado anteriormente.

Muito provavelmente, ao concluir essa introdução, boa parte do público já esterá cochilando ou acessando o celular.

Num outro exemplo, tentando parecer simpático e engraçado, o sujeito começa assim: “Bom dia.. Não ouvi: BOM DIA!! Estão todos ouvindo bem no fundo? O ar condicionado está funcionando bem? É a hora em que muita gente se levanta para ir ao banheiro ou ao cafezinho.

Soa familiar? Imagino que sim, porque é assim que começam muitas apresentações, sobretudo aquelas chamadas de palestras motivacionais.

Muitos palestrantes seguem um padrão que, nos Estados Unidos, é conhecido como sign post (literalmente, sinalização de estrada), onde falam sobre o que vão falar, falam, e encerram recapitulando o que falaram.

É a chamada fórmula “say what you are going to say, say it, and say what you have just said “(diga o que vai dizer, diga, e finalize dizendo o que você acabou de dizer)

O problema é que essa fórmula-padrão é objetiva e direta, mas também extremamente previsível e………incrivelmente chata

Como iniciar uma palestra

A abertura e o encerramento de uma palestra são os momentos mais importantes, porque determinam se você será ouvido ou não, e se a sua audiência irá fazer ou não  o que você espera como resultado de sua apresentação: comprar um produto ou serviço, atingir suas metas profissionais ou de vendas, etc., etc.

Como diz Brian Tracy, um dos mais requisitados palestrantes internacionais, toda palestra significa um trabalho a ser feito. Assim, ao ser contratado para uma apresentação, você deve identificar, junto aos promotores do evento, donos ou dirigentes da companhia, qual o objetivo que se pretende atingir com aquela palestra, e que comportamento se espera dos participantes a partir dali.

As pessoas não estão interessadas no que você vai dizer, mas no que eles poderão ganhar com isso, o que pode lhes trazer de resultado. Portanto, é indispensável saber quais são as dores ou problemas de sua audiência, e abordar o assunto logo no inicio de sua apresentação.

Como despertar e manter a atenção de sua audiência

public-speaking-2

1 – Faça uma pergunta provocadora

Brian Tracy costuma iniciar suas palestras com a pergunta: “Quantos de vocês trabalham com vendas”? Previsivelmente, poucas pessoas levantam a mão.

Ele continua: “Acho que não me fiz entender ou vocês não ouviram a pergunta”. Quantos aqui trabalham com vendas? Diante do silêncio de boa parte da plateia, ele acrescenta: todos nós somos vendedores, independentemente de trabalharmos ou não na área de vendas. Mesmo que você não seja vendedor por profissão, sempre estará vendendo o seu principal produto: Você.

É difícil que, com uma abertura como essa, o auditório não se mantenha atento e interessado no que vem a seguir.

2 – Faça uma afirmação instigante

Outra forma de atrair a atenção da plateia é fazer de cara uma afirmação do tipo:  “O número de pessoas vivas hoje no mundo já é maior do que todas que já morreram” ou  “As pessoas estarão ganhando mais dinheiro nos próximos dez anos do que nos últimos cem anos”. “Em 1900 havia 5.000 milionários na América e nenhum bilionário. No ano 2000, o número de milionários subiu para 5 milhões e já havia mais de 500 bilionários”.

Fazer uma afirmação provocante é também uma forma muito poderosa de manter a atenção de sua audiência, desde que, é claro, você tenha como comprová-las com pesquisas e estatísticas confiáveis.

3 – Conte uma história

O poder das histórias nos fascina desde a infância, e nada mais poderosos do que a celebre frase: “ era uma vez..”, que mantém a audiência quieta e ansiosa pelo relato de que vem a seguir.

Assim, conte uma história real – preferentemente ocorrida com você mesmo – que retrate um momento de dificuldade e superação, relacionado com as dores e problemas de sua audiência, e  diga como você o enfrentou e o superou.

O poder das histórias é tão grande que, daqui a alguns anos, quando você encontrar alguém que ouviu a sua palestra, ele pode até não se lembrar do tema, mas certamente não terá esquecido de  sua história.

É conhecida a expressão: “Você tem 30 segundos para causar uma boa impressão”, e isso se aplica, mais do que em qualquer outra coisa, á missão de falar em público.

Assim, uma abertura instigante e motivadora pode fazer a diferença entre ser aplaudido de pé, e ser contratado para novas palestras, ou no encerramento prematuro de sua carreira de palestrante.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s