Não Existem Fracassos e Sim Resultados

 

 

caminho-para-o-sucesso

 

” Você quer ser bem sucedido? Então dobre a sua taxa de fracassos” – Thomas J. Watson, Fundador da IBM 

Conta-se que antes de inventar a lâmpada elétrica, que viria a tornar-se a maior descoberta do Século XX, ou talvez de qualquer outra época, Thomas Edison fracassou milhares de vezes. Também teria se equivocado seguidamente quando tentava encontrar a planta adequada para extrair a borracha natural.

Questionado por um jornalista que o entrevistava e queria saber por que ele não desistia após tantos fracassos, Thomas Edison respondeu

– Você está enganado, meu rapaz.Eu não fracassei.Simplesmente descobri mais de mil vezes como uma coisa não funciona.

Abraham Lincoln foi considerado um dos grandes fracassos da politica norte-americana depois das sucessivas e infrutíferas tentativas de eleger-se presidente dos Estados Unidos, até, depois de recolher os ensinamentos trazidos de cada derrota, vir a se tornar um dos mais admirados presidentes daquele país.

Henry Ford, que, embora financeiramente falido aos 40 anos, se tornaria posteriormente um dos homens mais ricos do mundo, afirmou certa vez: “O fracasso é apenas uma oportunidade de se recomeçar com mais inteligência.

Esses exemplos – aos quais se poderia acionar inúmeros outros – reforçam a frase que intitula esse post: Não existem fracassos  e sim  resultados.

thomas-edison

Diferença entre erro e fracasso

Apesar da aparente similaridade, erro e fracasso são coisas distintas.

O erro é aquilo que ocorre quando você faz algo que não dá certo, ou não gera os resultados esperados. Se você tiver a humildade e a perseverança suficientes para aprender com essa experiência, terá como rever a sua estratégia, agir de forma diferente, corrigindo o que não deu certo,  e tentar novamente.

Já o fracasso acontece quando a nossa arrogância e falta de humildade não nos permitem aceitar e reconhecer o que fizemos errado. Preferimos agir de forma reativa, não assumindo a responsabilidade pelos nossos erros e atribuindo o insucesso á atuação de outras pessoas.

Provavelmente essa pessoa tentará de novo. No entanto, o fará da mesma forma, sem correções, sem ajustes, sem mudanças. E provavelmente errará de novo, de novo, e de novo,  até desistir de tentar, sem reconhecer seus erros e aprender com eles – e,aí sim, estará configurado o fracasso

Como agir no erro o  no “fracasso”

  1. 1- Não busque culpados: reconheça o que fez que não deu certo ou não produziu o resultado esperado;
  2. 2 – Não critique: criticar não é a mesma coisa que orientar, corrigir ou mesmo disciplinar.A critica só serve para responsabilizar os outros pelos nossos erros ou para desabafar, se vingar e se esquivar das próprias responsabilidades;
  3. 3 – Não justifique seu erros: inspire-se em Tomas Edison, assuma seus erros, pois são os balizadores que irão lhe orientar na trajetória em direção ao sucesso.
  4. 4 – Não reclame: Na busca por resultados positivos, não devemos gastar energias com reclamações e lamentações. A energia que usamos para reclamar é a mesma que utilizaremos para atingir nossas metas e objetivos.

Enfim, como escreveu Napoleon Hill: “Quando a derrota chegar, aceite-a como um sinal de que seus planos não são suficientemente sólidos: reconstrua-os e zarpe mais uma vez em direção ao objetivo almejado”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s