Mindfulness: O que é e o que ela pode fazer por você.

mindfulness-1024x537

Mindfulness – ou concentração plena, na falta de uma definição específica em Português – é um estado de total conscientização em nossos pensamentos e emoções e no ambiente que nos cerca,, totalmente focado no momento presente, sem julgamentos ou interpretações

A  prática milenar da meditação, até há algum tempo reconhecida exclusivamente como  um costume budista, a partir dos anos 70 passou a ser adotada no mundo ocidental,graças aos seus comprovados benefícios para a saúde física e mental, e hoje é amplamente utilizada em hospitais,escolas,  academias militares,  e até no mundo corporativo, como uma forma de aumentar o foco e produtividade, e reduzir o stress e as tensões do dia-a-dia no trabalho.

Ao contrário do que muitos ainda supõem, a meditação não é uma prática espiritual, filosófica ou religiosa,  e pode ser feita por qualquer pessoa,qualquer que seja a sua religião, nível  cultural e crenças de vida

E também diferentemente do que se imagina pelas imagens de revistas e programas de TV, não precisa ser praticada no chão, com as pernas e braços cruzados, podendo ser praticada sentado na cadeira, no ônibus ou trem, em caminhadas, no deslocamento para o trabalho  – basicamente em qualquer lugar.

Como praticar a meditação

mindfulness-3

No livro “Mindfulness – A Practical Guide to Find Peace in a Frantic World” ( Mindfulness – Um Guia Prático para Encontrar a Paz num Mundo Frenético), escrito em co-autoria com o jornalista inglês Danny Penman, o professor de psicologia da Oxford University Mark Williams, um dos introdutores do MBCT – Mindfulness-Based Cognitive Therapy, diz que,para produzir efeitos duradouros, essa prática deve ser adotada ao longo de oito semanas consecutivas, de cinco a oito minutos de duração cada, até que se incorpore à rotina diária

A prática da meditação pode ser começada de forma simples, por cerca de 5 minutos, adotando os seguintes passos:

  • em lugar isolado, longe de distrações, sente-se na cadeira sem recostar-se no assento e, com os pés no chão, concentre-se em sua respiração;
  • durante o processo, vários pensamentos vão povoar a sua mente. Não tente evitá-los, controlá-los ou redirecioná-los, apenas concentre-se na sua respiração, sem quaisquer julgamentos

Benefícios da meditação

Inúmeros estudos já realizados comprovam os efeitos positivos da meditação para a saúde física e mental, com redução significativa dos níveis de stress, ansiedade e depressão, além de fortalecer a memória e o sistema imunológicos, ajudando a prevenir gripes, resfriados e outras doenças.

A meditação também ajuda no tratamento de doenças mais graves, como hipertensão e câncer, e no   combate às drogas e dependência de bebidas alcoólicas.

Os estudos também revelaram que as pessoas que praticam regularmente a meditação desfrutam de relacionamentos mais saudáveis e duradouros

O que a meditação não é

mindfulness-2

Quando nos sentimos deprimidos ou infelizes, temos a tendência natural de tentar descobrir as suas causas e encontrar uma forma de resolver “o problema. Mas a depressão, a ansiedade ou exaustão não são problemas que devem ser resolvidos ou defeitos que tenham que ser “consertados.

Esses sentimentos refletem emoções e estados físicos e mentais – e como tal devem ser “sentidos” e não resolvidos. Alguns devem ser tratados no nível emocional; outros, de forma lógica e racional,e outros devem ser simplesmente ignorados ou deixados de lado, pelo menos no momento presente.O estado de mindfulness não ignora o desejo natural de resolver nossos problemas. Apenas nos dá o tempo e o espaço necessários para escolher a melhor alternativa de ação.

Isso não significa dizer que é uma forma de aceitar resignadamente o inaceitável.e de  nos afastar da realização de nossos metas e objetivos, adotando uma filosofia contemplativa ou Polyanna de vida. Ao contrário,a meditação nos ajuda a ver o mundo como ele verdadeiramente é, focado no aqui e agora, para que, com maior clareza e sabedoria, possamos fazer as mudanças que precisam ser feitas e adotar as ações que precisam ser implementadas

Com a prática, passamos a identificar nossos pensamentos pelo que eles são – apenas isso, pensamentos,  que tem um efeito transitório, como as imagens de um filme, e que tendem a diluir-se como bolhas de sabão.

Não podemos controlar nossos pensamentos, mas podemos e devemos controlar o que vem depois, impedindo que eles se transformem em uma cascata de sentimentos negativos que levam á ansiedade, depressão, stress e irritabilidade.

Enfim, a meditação nos ensina a assumir o banco do motorista e assumir o controle de nossas emoções – e não nos deixar controlar por elas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s