O Líder Executor

Lider executor 3

Ativos e bem focados nos pormenores, com disciplina implacável e atitude de fiscalização, os lideres executores injetam nas equipes – e em si próprios – um forte senso de responsabilidade. Eles são mestres na estrutura e gestão de projetos, mas podem, como principal fator de risco, criar bloqueios nos membros da equipe e paralisar os projetos, caso se concentrem no microgerenciamento.

Principais pontos fortes

Lider Executor 2

  • habilidosos tecnicamente, mostram-se incansáveis na busca por resultados e em movimentar as pessoas para a  ação;
  • disciplinados, acompanham permanentemente a execução dos projetos e podem oferecer excelente feedback

Principais problemas

Lider executor 4

  • podem perder a visão geral e concentrar-se excessivamente nos detalhes e no microgerenciamento;
  • podem gerar expectativas irrealistas e perder a paciência com facilidade, devido ao espírito excessivamente critico.

Valores e riscos para a organização

A maioria das empresas adora ter lideres executores em seus quadros, pois são comprometidos com a responsabilidade e com a entrega de resultados. Porém, suas falhas passam frequentemente despercebidas, até que os problemas se avolumem e comecem a sair do controle.

O problema com os executores começa quando eles passam a agir tão rigorosamente que perdem de vista o que está funcionando bem, tornando-se os piores críticos de si mesmos e dos outros, o que pode levar a equipe ao estresse e os processos a um beco sem saída, como ilustrado no quadro abaixo:

Lider Executor

Atributos do Alfa Executor Valor para a organização Riscos para a empresa
Responsável e confiável Monitora as responsabilidades; acompanha as tarefas para garantir o seu cumprimento; estimula a equipe a assumir responsabilidades Micro gerência: não cria senso de visão de conjunto
Concentrado em resultados. Define padrões elevados para rendimento e finalização dos trabalhos Energiza a equipe e ajuda ativamente para atingir objetivos ousados, fazendo as pessoas darem o melhor de si Espera o impossível; teme comemorar as pequenas realizações; manifesta frequentemente o seu desapontamento com os outros;
Voltado para detalhes, possui visão clara dos trabalhos a seu cargo Concentrado nos passos que levam ao sucesso; entende as nuances do trabalho dos outros Envolve-se demais no trabalho alheio, sem explicar motivos e prioridades
Persistente e insistente na conclusão da ação Ultrapassa obstáculos para levar o projeto adiante; disposto a assumir posições impopulares para atingir resultados Leva a si próprio e aos outros à exaustão; impaciente, sufoca a criatividade e pode sofrer esgotamento prematuro
Capaz de enxergar o que está faltando Identifica problemas de forma proativa e faz os ajustes necessários para que as coisas não piorem Crítica e diminui as pessoas; não valoriza as contribuições pessoais e desmotiva as pessoas
Disciplinado e eficiente, espera a mesma atitude da equipe Reconhece as realizações mas gera ansiedade no desempenho para atingir resultados Concentra-se mais na punição do que na recompensa; gera medo e atitudes defensivas
Estilo de comunicação muito direto Deixa claro sua posição para a equipe e opera sem agendas ocultas Passa a imagem de mordaz, sarcástico, que faz agressões pessoais e gera ressentimento e até rebelião.
Atributos do Alfa Executor Valor para a organização Riscos para a empresa
Responsável e confiável Monitora as responsabilidades; acompanha as tarefas para garantir o seu cumprimento; estimula a equipe a assumir responsabilidades Micro gerência: não cria senso de visão de conjunto
Concentrado em resultados. Define padrões elevados para rendimento e finalização dos trabalhos Energiza a equipe e ajuda ativamente para atingir objetivos ousados, fazendo as pessoas darem o melhor de si Espera o impossível; teme comemorar as pequenas realizações; manifesta frequentemente o seu desapontamento com os outros;
Voltado para detalhes, possui visão clara dos trabalhos a seu cargo Concentrado nos passos que levam ao sucesso; entende as nuances do trabalho dos outros Envolve-se demais no trabalho alheio, sem explicar motivos e prioridades
Persistente e insistente na conclusão da ação Ultrapassa obstáculos para levar o projeto adiante; disposto a assumir posições impopulares para atingir resultados Leva a si próprio e aos outros à exaustão; impaciente, sufoca a criatividade e pode sofrer esgotamento prematuro
Capaz de enxergar o que está faltando Identifica problemas de forma proativa e faz os ajustes necessários para que as coisas não piorem Crítica e diminui as pessoas; não valoriza as contribuições pessoais e desmotiva as pessoas
Disciplinado e eficiente, espera a mesma atitude da equipe Reconhece as realizações mas gera ansiedade no desempenho para atingir resultados Concentra-se mais na punição do que na recompensa; gera medo e atitudes defensivas
Estilo de comunicação muito direto Deixa claro sua posição para a equipe e opera sem agendas ocultas Passa a imagem de mordaz, sarcástico, que faz agressões pessoais e gera ressentimento e até rebelião.

Para alavancar seus pontos fortes, o líder executor deve;

  • delegar com ponderação e fortalecer as pessoas;
  • treinar e desenvolver sua equipe;
  • oferecer feedback que sirva de apoio e não de critica destrutiva;
  • desenvolver o hábito de elogiar e reconhecer um trabalho bem feito

Os riscos podem ser minimizados com as seguintes ações:

  • fazer pedidos e recomendações claras e sem ambiguidades;
  • pedir e não apenas mandar;
  • não confundir sinceridade e assertividade com agressividade.

Segundo Kate Luderman e Eddie Erlandson, que desenvolveram o Alpha Assessment, os quatro tipos de lideres alfa – comandante, visionário, estrategista e executor – não são mutuamente exclusivos. Embora cada um deles tenha uma característica dominante, terão também um  ou dois padrões secundários.

Assim, por exemplo, um alfa visionário pode apresentar também fortes tendências de estrategista; enquanto outro pode ter características de visionário mas reunir traços secundários dos atributos de um executor. Os dados do estudo confirmam a observação de que os alfas exibem as qualidades de um tipo, mas também possuem características dos outros três, em graus variados.

Apesar de cada tipo ser estatisticamente único, há aproximadamente 20 por cento de correlação entre eles. Os lideres alfa mais eficazes – segundo os autores – são aqueles que combinam elementos de outros tipos, ou que buscam, em si mesmos, os pontos fortes de cada um.

 

Referências:

LUDERMAN, K, & ERLANDSON, E (2003) – “Executive excellence: What change? First change yourself”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s