Como Resolver Problemas Insuperáveis com o STOP

Produtividade Disposição Fisica

 

Nenhum problema pode ser resolvido com o mesmo nível de consciência que o criou – Albert Eistein

Imagine que você está se defrontando com um problema que lhe parece insuperável, algo que lhe está escapando do controle e no qual não consegue deixar de pensar. Normalmente, são problemas de relacionamento com cônjuges, parentes próximos ou mesmo colegas de trabalho com quem lidamos frequentemente.

São situações que, por envolverem emoções, dificilmente podem ser resolvidos através de métodos racionais,  avaliando prós e contras de cada opção a ser adotada em relação ao problema.

O coach Timoty Gallwey,  treinador de tênis e um dos introdutores do Coaching no ambiente corporativo, sendo autor do livro “The Inner Game”, desenvolveu um método chamado STOP (parar em Inglês) que representa um acrônimo para as seguintes ações:

  • Step back (afastar-se)
  • Think (pensar)
  • Organize (organizar)
  • Proceed (ir em frente, agir)

STEP BACK

Significa afastar-se ou distanciar-se do problema que o está preocupando –  inclusive, e de preferencia, fisicamente. Se envolver uma situação doméstica, por exemplo, saia de casa para refletir sobre o assunto com mais calma, preferentemente durante uma caminhada ou um fim de semana fora de casa,

THINK

Essa é a parte mais importante e requer que você pense sobre o problema como se ele estivesse acontecendo com outra pessoa.

Imagine, por exemplo, que você é uma mãe que está enfrentando problemas de relacionamento com uma filha adolescente e que uma colega sua, ás voltas com o mesmo problema,  venha até você e lhe peça sugestões de como resolvê-lo. Que conselhos você – agora distanciada do problema e supondo que ele está ocorrendo com outra pessoa – daria a essa amiga?

O importante aqui é ter o maior número de alternativas possíveis, sem racionalizações ou julgamentos. O que interessa é a quantidade, sem avaliar, nesse momento, a aplicabilidade de cada uma delas. Não passe para a próxima etapa sem que essa esteja concluída, com o maior número de anotações e insights possíveis.

ORGANIZE

Agora sim, depois de levantar todas as possíveis alternativas de solução do problema, faça uma avaliação racional de todas elas. Quais as que já foram tentadas? O que não funcionou? O que poderia ser melhorado em minha abordagem? Que outras opções poderiam ser utilizadas? Eu precisaria da ajuda de outra pessoa? Que recursos de que disponho posso utilizar? Que recursos eu ainda não tenho e preciso conseguir? Qual será meu primeiro passo?

O Milagre da Manhã 2

 

PROCEED

Essa é a última etapa do processo e significa simplesmente agir, colocar a mão na massa, seguir em frente.

Depois de ponderadas todas as alternativas, trace um plano de ação e comprometa-se com a sua execução, sempre tendo em mente a citação de Eistein que encima esse artigo

” Nenhum problema pode ser resolvido com o mesmo nível de consciência que o criou”.

 

 

 

 

 

 

Anúncios

O Milagre da Manhã – Uma Resenha

O Milagre da Manhã

 

Aos 20 anos de idade, numa fase em que a maioria dos jovens ainda busca o primeiro emprego, Hal Elrod já era uma dos representantes de vendas mais destacados da empresa de marketing em que trabalhava, batendo sucessivos recordes de vendas e ganhando muito mais dinheiro do que poderia imaginar naquela idade. Tinha um bom círculo de amigos, uma bela namorada, um Ford Mustang novinho em folha, uma família que o apoiava – tudo, enfim, que poderia ser considerado uma vida abençoada.

Tudo começou a mudar na noite de 3 de dezembro de 1999 quando, ao retornar de um restaurante com sua namorada, o carro de Elrod colidiu de frente com uma caminhonete picape Chevy rodando a cerca de 130 km por hora, do que resultou na destruição parcial de seu tecido cerebral, além de  fraturas generalizadas no braço e no fêmur.

Atendido pela equipe de resgate que o conduziu num helicóptero, Elrod foi considerado clinicamente morto por 6 minutos, quando, finalmente, os paramédicos conseguiram fazer seu coração voltar a bater. Ele passou seis dias em coma e despertou com a noticia de que jamais voltaria a andar. Depois de sete semanas de reabilitação no hospital, reaprendendo a andar, foi liberado para voltar para casa, com 11 ossos fraturados, danos cerebrais permanentes e uma ex-namorada, que terminou o romance ainda no hospital.

Essa história e seus desdobramentos estão descritas no livro “O Milagre da Manhã” (The Miracle Morning , em sua versão original em Inglês). no qual Hal atribui sua milagrosa recuperação primeiro á auto responsabilização, recusando-se a atribuir a terceiros a responsabilidade pelo seu futuro,  e decidindo, ele próprio, assumir os destinos de sua vida daí por diante.

Mas, segundo o autor, o  fator determinante do seu sucesso posterior como requisitado palestrante, Coach profissional e autor de livros de autodesenvolvimento, foi o conjunto de seis práticas diárias que passou a seguir nas primeiras horas da manhã, as quais denominou salvadores de vida, cada uma delas desenvolvendo um ou mais dos aspectos físicos, intelectual, emocional e espiritual, detalhadas a seguir

Você precisa acordar toda manhã com determinação se vai para a cama com satisfação – George Lorimer

O primeiro ritual que você faz no dia é o ritual com maior alavancagem, de longe, pois ele tem o efeito de configurar sua mente e de configurar o contexto para o resto do dia – Eben Pagan

 

Os Salvadores de Vida

Sucesso é algo que você atrai pela pessoa em quem se torna -Jim Rohn

Uma vida extraordinária consiste em melhoras diárias e contínua nas áreas que mais importa – Robin Sharma

 

 

O Milagre da Manhã 2

 

1 – O Silêncio – 5 minutos

O silêncio é a primeira atividade matinal e pode ser uma das mais importantes para melhorar nossos estressantes estilos de vida, marcados pela pressa, agitação e distrações de toda ordem no ritmo frenético dos dias atuais. . Por isso, Elrod recomenda que, se você quer reduzir os níveis de estresse e começar o dia com a clareza e paz de espirito que lhe permitirão permanecer concentrado no que é mais importante, deve fazer o oposto do que a maioria das pessoas faz e iniciar suas manhãs com um período de silencio intencional, por cerca de cinco minutos.

Algumas das atividades recomendadas para praticar no período de silêncio, sem uma  ordem específica, mas preferentemente inciadas pela meditação, incluem as orações, reflexão, prática da respiração profunda, e o sentimento da gratidão.

Para a pratica da meditação, é importante que você não permaneça na cama e que, preferivelmente, saia do quarto para não cair na tentação de mergulhar de volta ao sono. Encontre um lugar silencioso e confortável para sentar – no sofá, em uma cadeira, no chão ou em uma almofada  – e comece concentrando-se em sua respiração.

Respire profunda e demoradamente, inspirando pelo nariz e expirando pela boca, e assegure-se de que esteja respirando com a barriga e não com o peito. A respiração mais eficaz deve fazer com que sua barriga se expanda – não o seu peito.

Esteja ciente de que, enquanto tenta acalmar sua mente, muitos pensamentos ainda a ocuparão. Apenas os reconheça e depois deixe-os ir embora, sempre concentrando sua atenção na sua respiração. Lembre-se de que esse é um momento para abandonar a necessidade compulsiva de estar pensando em algo. É um momento para abandonar o estresse e parar de se preocupar com os problemas.

Pense na meditação diária como férias temporárias de seus problemas. É um momento para estar em paz, experimentar gratidão, e de se libertar do estresse e das coisas que nos preocupam no cotidiano. Sim, seus problemas continuarão existindo quando você terminar a meditação diária, mas você descobrirá com o tempo que está muito mais centrado e muito mais equipado para solucioná-los.

2 – Afirmações – 5 minutos

É a repetição das afirmações que leva á crença. Quando essa crença se torna uma convicção profunda, as coisas começa a mudar – Muhammad Ali

Você será um fracasso até gravar no subconsciente a convicção de que é um sucesso. Isso é realizado fazendo uma afirmação, a qual dá um estalo – Florence Scovel Shinn

 

Afirmações são uma das ferramentas mais eficientes para se tornar a pessoa que você precisar ser para conquistar o que deseja na vida. As afirmações permitem que você projete e desenvolva o estado mental (pensamentos, crenças, concentração) de que precisa para levar qualquer área de sua vida para o próximo nível.

Grande parte dos nossos pensamentos é inconsciente, ou seja, não escolhemos conscientemente o diálogo. Em vez disso, permitimos que nossas experiências passadas – tantas as boas quanto as  ruins – passem de novo. Isso não é  apenas normal, é um dos processos mais importantes que cada um de nós deve aprender a dominar. Contudo, poucas pessoas assumem a responsabilidade de escolher ativamente elaborar pensamentos positivos e proativos que possam agregar valor ás suas vidas.

Seu diálogo interno exerce uma influência dramática sobre seu nível de sucesso em todos os aspectos de sua vida – saúde, felicidade, riqueza, relacionamento, etc. Suas afirmações estarão trabalhando a seu favor ou contra você, dependendo de como as estiver utilizando. Se você não projeta e não escolhe conscientemente suas afirmações,. estará sujeito a repetir os medos, as inseguranças e as limitações de seu passado.

No entanto, quando você projeta e escreve ativamente suas afirmações para que estejam alinhadas com o que deseja obter e realizar e compromete-se a repeti-las diariamente – preferentemente em voz alta – elas são gravadas em seu subconsciente. ajudando a transformar a maneira como você pensa e sente, de forma a substituir crenças e comportamentos limitantes por aqueles de que você necessita para obter o que deseja e alcançar o sucesso.

3 – Visualização – 5 minutos

A visualização, também conhecida como visualização criativa ou ensaio mental, refere-se á prática de buscar gerar resultados positivos em seu mundo exterior usando a imaginação para criar imagens mentais de comportamento e resultados esperados e é utilizada com frequência por atletas profissionais para melhorar o desempenho. A visualização consiste em imaginar exatamente aquilo que você deseja realizar e, depois, ensaiar mentalmente o que precisa fazer para alcança-lo.

Muitas pessoas de sucesso, aí incluídas celebridades como Bill Gates, Arnold Schhwarzeneger, Tonny Robbins, Tiger Woods e Jim Carrey, entre outros, defendem a prática da visualização e atribuem a ela grande parte de seu sucesso. Um exemplo famoso é o de Carrey, que preencheu para si mesmo um cheque de 10 milhões de dólares.

Ele datou o cheque para o “Dia de Ação de Graças de 1995” e acrescentou o lembrete “por serviços de atuação desempenhados”, visualizando o cheque durante anos. Em 1994, recebeu 10 milhões de dólares pelo papel principal em Debi & Loide: Dois Idiotas em Apuros;

A maioria das pessoas comuns, contudo, é limitada por visões do passado, repetindo fracassos e desgostos anteriores. A visualização positiva, ao contrário, se concentra no futuro, habilitando a sua mente para projetar a sua visão de futuro, que seja estimulante, criativo, desafiador e sem limites.

Para tanto, o autor recomenda que a pessoa se sente ereto num sofá, respire profunda e lentamente, e, durante cinco minutos, visualize a si mesma vivendo o seu dia ideal, desempenhando todas as suas tarefas com confiança, facilidade e prazer. Visualize seus maiores objetivos, desejos mais profundos, sonhos mais excitantes, capazes de mudar totalmente a sua vida se você os realizasse. Quanto mais vívida for a sua visão, mais estará estimulado a adotar as ações necessárias para torná-la realidade.

4- Exercícios – 20 minutos

Se você não criar tempo para exercícios, provavelmente precisará criar tempo para as doenças – Robin Sharma

 

 

O Milagre da Manha ExerciciosO exercício matinal deveria ser uma das partes mais importantes de seu ritual diário. Quando você faz exercícios todas as manhãs, aumenta a sua energia, melhora a sua saúde, aumenta a confiança, a disposição e o bem-estar emocional. Embora isso não seja novidade para ninguém, a maioria das pessoas inventa desculpas para não exercitar-se, como as conhecidas “simplesmente não tenho tempo” ou “estou cansado demais”.

A grande vantagem de incorporar exercícios á sua rotina diária e nas primeiras horas da manhã é justamente essa: eles são feitos antes que seu dia o desgaste fisicamente, antes que você tenha a oportunidade de ficar cansado demais,  e antes que você tenha um dia inteiro para criar novas desculpas.

5 – Leitura – 10 minutos

Uma pessoa que não quer ler não tem nenhuma vantagem sobre um que não saber ler – Mark Twain

Ler é para a mente o que o exercício é para o corpo e a oração para a alma. Nós nos tornamos os livros que lemos – Matthew Kelly

Ler é a quinta prática dos Salvadores de vida e o caminho mais prático para transformar qualquer área de sua vida.O segredo é aprender com os especialistas, aqueles que já tiveram sucesso naquilo que você pretende fazer. Não reinvente a roda. A maneira mais rápida de realizar tudo o que se deseja é seguir o modelo das pessoas bem sucedidas. Com uma quantidade quase infinita de livros sobre praticamente todos os assuntos, não há limites para o conhecimento que você pode obter através da leitura diária.

Recomendações sobre a leitura

  • Comece assumindo o compromisso de ler pelo menos dez páginas diariamente, o que resultará em uma média de 3.650 páginas por ano, ou a mais ou menos 18 livros de duzentas páginas nos próximos 12 meses.
  • Tenha um objetivo em mente. Antes de iniciar a leitura, a cada dia pergunte a si mesmo: por que estou lendo esse livro? O que desejo obter de sua leitura? Estou competido a terminá-lo e – mais importante – você está comprometido  implementar o que vem aprendendo?
  • Para obter máximo proveito dos livros que lê e facilmente revisitar o seu conteúdo no futuro é importante sublinhar ou circular qualquer coisa que precise ou queira rever e tomar notas nas margens para destacar aquela parte específica (a menos, é claro, que se trate de livros de biblioteca)
  • Raramente podemos internalizar todo o conteúdo de um livro na primeira leitura. Atingir o domínio em qualquer área exige repetição ou a exposição frequente de certas idéias, estratégias ou técnicas, até que elas seja gravadas em sua mente subconsciente.
  • O mesmo se aplica á leitura: dominar técnicas para melhorar sua vida funciona da mesma maneira. Assim, é mais proveitoso reler um livro que você já sabe conter ensinamentos que mudarão sua vida do que ler um livro novo antes de dominar as estratégias do primeiro

6 – Escrever – 10 minutos

A forma recomendada pelo autor é escrever um diário. Ao tirar seus pensamentos da cabeça e registrá-los por escrito, você obtém valiosos insights e inspirações que de outra maneira jamais teria, capacitando-o a documentar suas ideias, descobertas, realizações, sucessos e lições aprendidas e permitindo-lhe identificar áreas de oportunidade, crescimento pessoal e melhoria.

Principais benefícios de se manter um diário

  • Obter clareza: o ato de escrever nos obriga a pensar o suficiente a respeito para compreender o que escrevemos, dando-nos mais clareza para gerar ideias que ajudem a solucionar nossos problemas;
  • Capturar ideias: Manter um diário ajuda a expandir as ideias e evita que se perca as mais importantes em torno das quais poderemos querer agir no futuro;
  • Revisar lições: A utilização de um diário nos permite revisar todas as lições aprendidas;
  • Avaliar e reconhecer seu progresso: É extremamente motivador voltar e reler as anotações em seu diário de um ano atras e avaliar quanto o progresso que fez.

Como implementar o Milagre da Manhã

Quer você ache que pode, quer você ache que não pode, em ambos os casos você estará certo – Henry Ford

Insanidade é fazer todos os dias a mesma coisa e esperar resultados diferentes – Einstein

1 – Estabeleça suas intenções antes de deitar

A primeira chave para despertar é lembrar-se disso: seu primeiro pensamento de manhã costuma ser o último pensamento que você teve antes de ir para a cama.Todos nós tivemos noites em que mal conseguimos adormecer porque estávamos empolgados demais para acordar da manhã seguinte: na véspera de Natal, a noite anterior á festa de seu aniversário, o primeiro dia na escola, o começo de um novo emprego, ou a saída para as férias.Assim que o despertador tocava, você abria os olhos com entusiasmo e empolgação para sair da cama e viver intensamente aquele dia.

Se, ao contrário, seu último pensamento antes de ir para cama foi algo como “Não consigo acreditar que terei que acordar as 6 horas. Vou estar exausto toda a manhã”, o  seu pensamento ao acordar será o de continuar dormindo. Portanto, o segredo é decidir e criar toda noite, de forma consciente, uma expectativa positiva para a manhã seguinte.

2 – Coloque seu despertador no outro lado do quarto

Se você deixa o despertador ao lado da cama, então ainda estará em um estado de sonolência quando o alarme tocar, o que torna o despertar muito mais difícil. Assim, coloque seu despertador o mais longe possível de sua cama, o que o obrigará a deixar a cama e colocar o corpo em movimento. Movimento gera energia e, portanto, quando você se levanta e sai da cama, isso o ajudará naturalmente a despertar.

3 – Escove os dentes

A recomendação parece óbvia – e efetivamente o é. Mas muita gente, antes mesmo de escovar os dentes, costuma acessar o celular em busca de novidades nas redes sociais. Portanto, o simples ato de de ir direto ao banheiro para escovar os dentes e jogar um pouco de água fria no rosto já contribui para elevar o seu nível de motivação ao acordar.

4 – Beba um copo cheio de água

É crucial que a primeira coisa que você faça seja se hidratar toda manhã. Depois de 6 ou 8 horas sem água, seu corpo estará moderadamente desidratado, o que provoca cansaço, e nesses momentos tudo o que as pessoas precisam é de mais água –  e não de mais sono.

5 -Vista suas roupas de ginástica

Por fim, mas não menos importante, vista suas roupas de exercício para que você esteja pronto para sair do quarto e começar imediatamente o seu Milagre da Manhã. Pratique seus exercícios e, depois, faça por merecer a sua chuveirada matinal.

Conclusão

Apesar de, nas páginas iniciais, o autor deter-se excessivamente no relato de seu drama pessoal e nos problemas que se seguiram, além de exceder-se na descrição das maravilhas do chamado Milagre da Manhã, o livro é muito bem escrito, fácil e agradável de ler, e pode ser extremamente útil para os que se dispuserem a seguir o desafio de 30 dias para sua implementação, proposto pelo autor.

Não por acaso, portanto, o Milagre da Manhã figura internacionalmente entre os bestsellers na área de auto-desenvolvimento, e, recentemente lançado no Brasil, já ocupa a segunda posição entre os mais vendidos no ranking da  revista Veja, daí a minha recomendação de sua leitura.


Como Sobreviver na Era do Trabalho sem Emprego

Perfeccionismo

 

Em decorrência do avanço da tecnologia, da reforma trabalhista e da crise econômica, mais de 34 milhões de pessoas já trabalham sem carteira assinada no Brasil. De acordo com números de 2017 do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a quantidade de gente sem registro ultrapassou, pela primeira vez, a de quem tem careteira assinada, superando em quase 1 milhão o contingente de empregos formais.

Essa é um quadro que vem crescendo gradualmente desde 2014 e chegou a representar 37% da força de trabalho no país. Segundo os dados do IBGE, dos 2,3 milhões de postos de trabalho criados em 2017, apenas um quarto oferecia vínculo empregatício. Além disso, só no primeiro trimestre do ano, quase meio milhão de vagas formais deixaram de existir. O Brasil, com 32,9%,  já ocupa a terceira posição entre os dez países com maior número de trabalhadores sem carteira assinada, superado apenas pela Colômbia (51%) e Grécia, com 34,2%.

Por mais que a situação seja agravada pela recessão, muitos especialistas acreditam que a informalidade vai continuar, mesmo após a melhora econômica, impulsionada por outros fatores. Um deles seria o avanço da tecnologia, que possibilita a qualquer pessoa realizar as mais variadas tarefas de qualquer lugar. Outro seria a reforma trabalhista, que permite novas modalidades de contrato mais flexíveis, como o intermitente (quando o contratado só recebe quando é convocado) e o temporário, em que a pessoa atua por tempo indeterminado, sem falar da Lei de Terceirização, que liberou as empresas para contratar terceiros, inclusive para as principais atividades de seu negócio.

E, ao contrário do que muitos podem imaginar, essa não é uma realidade com que se defrontam apenas os menos escolarizados. Com os diplomas perdendo relevância, as habilidades comportamentais e mentais passaram a ter um peso igual ou até maior do que o conhecimento técnico, daí porque todo mundo se torna candidato a se virar por conta própria para sobreviver. Os dados do IBGE mostram que, nos últimos cinco anos, a proporção de desempregados com ensino superior completo aumentou quase 50%.

As consequências da informalidade

O avanço do serviço sem carteira acende um sinal vermelho sobre os indicadores econômicos do Brasil. Segundo o IBGE, a informalidade foi responsável por quase metade da perda de produtividade do país durante os anos de crise. Menos assalariados registrados significa menos consumidores, levando o comércio a se retrair e a reduzir custos, o que provoca mais desemprego. Sem alternativas, as pessoas acabam migrando para outras atividades, como motoristas de aplicativos ou vendedor autônomo, ganhando menos do que nos tempos de carteira assinada.

Nesse contexto, o Brasil caminha para se nivelar á África do Sul, um dos países recordistas em informalidade no mundo, com 80% da mão de obra se mantendo por conta própria, o que pode levar á precarização das condições de trabalho. Sem a estabilidade financeira, os informais se vêm obrigados a acumular dois ou mais serviços, ultrapassando as jornadas de trabalho estabelecidas por lei, e passam a ter mais dificuldades em organizar e pagar as contas no fim do mês.

Trabalhe 4 horas por semana 2

 

A livre escolha

Apesar das dificuldades, há muita gente que opta por esse modelo, especialmente dentre as pessoas mais jovens, que desistem de um emprego formal dentro de uma estrutura corporativa, com um chefe lhe dizendo o que tem que fazer. Ao desejo de mais flexibilidade, se soma o surgimento de aplicativos que possibilitam o compartilhamento de bens; das lojas virtuais que permitem a venda de produtos sem intermediários, e dos sites que conectam autônomos a quem busca prestadores de serviço.

A tendência é que haja cada vez mais empreendedores digitais e profissionais qualificados realizando projetos pontuais, de acordo com as necessidades do cliente. É o chamado gig economy, ou economia sob demanda, que deve se espalhar inclusive nos países mais desenvolvidos. Segundo levantamento da consultoria americana Emergent Research, o numero de gig workers nos Estados Unidos passará dos atuais 4 milhões para 7,7 milhões em 2020, chegando aos 9,2 milhões no ano seguinte.

Para quem não suporta a ideia de passar 8 horas confinado em um escritório, a notícia agrada, já que significa autonomia, liberdade,  e pode representar a independência financeira. Isso também significa que a carreira sai das mãos do empregador e tudo – rigorosamente tudo – passa a ser de responsabilidade do empregado: aonde quer chegar, dias trabalhados, valor dos serviços e planejamento de aposentadoria, um modelo, enfim, que requer disciplina, organização, determinação e criatividade.

Em primeiro lugar, é preciso entender as diferenças entre os profissionais que trabalham sem vínculo, que podem ser divididos em quatro categorias:

  • Informal: não tem registro de emprego, não participa do Sistema da Previdência Social e não recolhe impostos, embora seja parte da população economicamente ativa. É um profissional que faz o que se chama de “bicos”, com formação especializada ou não;
  • Autônomo: não é subordinado a nenhuma empresa, mas deve estar inscrito no cadastro da prefeitura e emitir o registro de pagamento de autônomo (RPA). Tem imposto retido na fonte e quem o contratar terá de recolher INSS de 20% sobre o valor pago;
  • Liberal: pode ser autônomo ou constituir uma empresa em seu nome, como pessoa jurídica. Em geral, presta serviços a várias organizações ou pessoas, sendo os exemplos mais comuns os dos médicos e advogados;
  • Freelancer: é um neologismo de origem americana e designa o profissional que pode apresentar registro de autônomo ou abrir uma empresa para emitir nota fiscal.

 

Para ajudar as pessoas que se encontram nessa situação ou para quem ainda vai passar por ela – ou por opção ou por falta de alternativas – a revista VOCÊ S/A, em sua edição de julho 2018, preparou um guia básico de sobrevivência na informalidade, que resumimos a seguir

Decisões

 

1 – Prepare-se para a carreira do futuro

Com o fim do registro em carteira, quase ninguém entrará numa empresa como estagiário para sair CEO. A carreira deixará de ser linear para se transformar num ziguezague, onde os vínculos serão formados por projetos, obrigando as pessoas a operar como freelancer.

Nesse contexto, é importante buscar a especialização, mas não ficar preso a uma indústria. Um advogado que entende de tudo de regulamentação do setor farmacêutico, por exemplo, pode ficar para trás quando a demanda de serviços jurídicos for o de energia. O profissional vai se fortalecer se tiver uma visão holística da carreira, que lhe permita atuar em diversas frentes, em vários tipos de contratos.

Diante desse novo quadro, as competências comportamentais, também chamadas de soft skills, passam a ser tão ou mais importantes do que o conhecimento técnico. É preciso aprender rápido, além de ser criativo e desenvolver inteligência emocional, saindo da chamada zona de conforto para ampliar a visão, enxergar oportunidades, identificar limites e desenvolver pontos fortes.

Para tanto, cinco competências são necessárias:

  • Networking: só será convidado a realizar projetos quem estiver inserido numa ampla rede de contatos que ajude a divulgar sua reputação;
  • Aprendizado contínuo: como não haverá RH desenhando o plano de desenvolvimento, o profissional terá de estar sempre aberto ás novidades, em busca de fontes de aprendizado e experiências que lhes possibilitem desenvolver as competências mais valorizadas no momento;
  • Criatividade: se os 200 anos passados foram de automação do trabalho físico, a revolução em curso marca a informatização do trabalho intelectual, com o pensamento padronizado sendo realizado por robots. Assim, o que vai diferenciar os indivíduos das máquinas é o raciocínio inovador;
  • Adaptabilidade: a facilidade de se adaptar rapidamente a diferentes situações e de superar reveses ajudará a enfrentar as turbulências da era da informalidade, onde a rotina muda frequentemente e não é possível planejar com precisão o que vai ocorrer.
  • Visão estratégica: será necessário encarar a carreira não mais como um funcionário mas como um microempresário. A capacidade de prever novos cenários e encontrar soluções inteligentes para atuar neles é o que vai garantir trabalho e renda.

2 – Identifique as oportunidades

Self Coaching

 

Outro segredo para ter sucesso sem ser CLT é diversificar o campo de atuação, identificando funções e setores aquecidos. Para evitar análises apressadas e distorcidas, recorra a ex-chefes ou colegas ou considerar contratar um especialista – um coach, por exemplo, pode ajudar a enxergar o seu perfil.

Definidos os caminhos, a dica dos especialistas é circular – e bastante. Seja como freelancer, consultor, empreendedor ou outonamo, é importante frequentar palestras, cursos e eventos onde se possa conhecer gente nova e fazer networking. Também vale conversar com familiares, colegas e antigos clientes para detectar chances de negócios, ou até para aprender com quem já sobrevive sem carteira assinada.

3 – Organize as finanças

Não ter um salário fixo nem os benefícios assegurados pelo registro de trabalho, como plano de saúde, vale transporte e alimentação, exige controle e uma rígida programação de despesas. Para alguns especialistas, o ideal é fazer cálculos anuais, o que possibilita ter uma visão global de quanto, em média, precisa entrar em sua conta no banco mês a mês.

Um erro comum nessa estimativa é superestimar os rendimentos. Estudos de psicologia mostram que a pessoa olha para quanto ganha no mês e fica com aquele número na cabeça, ignorando impostos e custos para realizar o trabalho na profissão (energia, internet e transportes, por exemplo).

Para definir o valores, inclua gastos com moradia, alimentação, laser, transportes e saúde, sem esquecer de reservar uma quantia para depósito do INSS. Como a instabilidade é maior, especialistas recomendam que o autônomo. reserve o equivalente a seis meses de trabalho, para não ser forçado a contrair dívidas e recorrer a empréstimos bancários se e quando a demanda cair. Além disso, é necessário prever os impostos incidentes sobre a atividade: autônomos não são isentos e precisam deixar até 30% dos seus proventos para o imposto de renda.

Para exercer um controle mais rigoroso é preciso separar as despesas profissionais das despesas pessoais, para analisar se há lucro na atividade. Se não está sobrando dinheiro, é hora de rever o orçamento e cortar os gastos que não sejam absolutamente necessários.

4 – Programe a aposentadoria

Em essência, a preparação não é tão diferente de quem trabalha em regime CLT. O teto máximo de aposentadoria do INSS é de R$ 5.645,80 e quem quiser viver com mais terá de aplicar o dinheiro para que ele renda conforme as projeções de custo de vida. No livro Como Planejar a Aposentadoria, Fábio Gallo Garcia, professor da Fundação Getúlio Vargas e consultor financeiro, recomenda poupar o quanto antes.

Se uma pessoa na faixa dos 40 anos quiser uma renda mensal de 7.000 reais aos 70 anos, precisará economizar 167 reais por mês. Mas se deixar para guardar dinheiro aos 60 anos, a poupança mensal subirá para 2.550 reais, ou seja, o esforço fica muito maior quando se está perto da aposentadoria.

Até mesmo onde se pretende morar na velhice fará diferença nesse planejamento. Cidades pequenas, por exemplo, têm custo de vida menor do que as capitais. De modo geral, Fábio recomenda que os autônomos montem uma carteira com poucos investimentos de risco, o que significa não colocar mais de 20% em ações, especialmente se deixar para poupar depois dos 40 ou 50 anos de idade.As três melhores alternativas mais seguras e rentáveis no longo prazo, segundo o professor da FGV, são os títulos de renda fixa, como o Tesouro Direto, além dos fundos e planos de previdência.

 

 

Um Coach deve dar Conselhos?

coaching-outdoors-21538110

Essa questão foi objeto de um post recente da  School of Coach Mastery e é tão instigante quanto pertinente. Afinal, quem procura um profissional liberal o faz em busca de uma solução ou aconselhamento. Quem  recorre a um advogado busca uma orientação legal; quem procura um contador, espera uma orientação contábil,e assim por diante. Por que então não pedir conselhos a um Coach?

Duas das definições de Coaching, dentre as muitas existentes, embora dela se aproximem, não respondem diretamente a pergunta, conforme se pode depreender nos exemplos da própria American School e do Institute of Coaching  Federation – IFC:

” Coaching e uma conversação customizada que visa empoderar o cliente para obter o que ele deseja, pensando e agindo mais criativamente” (SCF);

” Coaching é uma parceria com o cliente, num processo estimulador e criativo, que o inspire a maximizar o seu potencial pessoal e profissional” (IFC)

Numa definição mais curta e direta, David Rock, um dos pioneiros do Coaching, diz que “Coaches ajudam as pessoas e pensar melhor“. Daí pode surgir outro questionamento: “Mas alguém vai pagar centenas de reais por uma sessão de Coaching só para aprender a pensar melhor”?

O QUE É E O QUE NÃO É COACHING, AFINAL

O objetivo principal do Coach e ajudar o ciente a mudar o seu mindset (modelo mental) e não “curar” o cliente. Quando os Coachees aprendem a pensar melhor,   passam a descobrir soluções para os problemas,  e os caminhos que levem à sua superação e ao atingimento de suas metas e objetivos. Passam, também, a demonstrar um sentimento de gratidão pelo que já alcançaram na vida e a encontrar forças que lhe eram desconhecidas ou estavam reprimidas, bem como a identificar os valores que os impulsionem para a frente.

O Coaching é, não raro, comparado e atividades que a ele se assemelham, mas que envolvem práticas distintas, como é o caso da terapia, counseling, ou aconselhamento, mentoria e consultoria.

A terapia ou psicoterapia trabalha com pessoas que apresentem distúrbios ou diagnósticos de problemas mentais e suas abordagens tradicionais costumam focar o passado do individuo. O Coach não trabalha com esse tipo de pessoas e seu foco são as ações presentes, voltadas para a construção do futuro desejado pelo cliente..

Um consultor, por seu turno, é um especialista em determinada área, e é contratado para dar recomendações e apontar soluções.

Já o mentor costuma ser um funcionário mais velho ou experiente (supervisor, gerente, diretor) que se vale de seu conhecimento acumulado para acompanhar, aconselhar e treinar pessoas mas jovens, numa relação que se assemelha à de mestre e discípulo.

O aconselhamento (ou counseling), designa uma série de práticas que envolvem a orientação, assessoramento, ajuda – e como o próprio nome sugere, o aconselhamento.

O Coach, por sua vez, não dá conselhos, não impõe suas próprias soluções ao cliente, nem estabelece com ele uma relação de mentor. O processo de Coaching, calcado em metodologias  e técnicas especificas, leva o cliente a encontrar as suas próprias soluções.

Em situações excepcionais, quando o cliente mostra dificuldades em encontrar alternativas, o Coach pode até dizer ” algumas pessoas fizeram X, Y ou Z em tais situações e obtiveram resultados positivos. O que você acha disso? Poderia tentar algo parecido? O que não pode é dizer “você deve  fazer isso ou aquilo”No primeiro exemplo, o Coach está apresentando opções; no segundo, está simplesmente dando conselhos. 

Enfim, se você possui qualificação e está legalmente habilitado a exercer algumas das profissões acima mencionadas, você pode ou talvez até deva dar conselhos. O que não pode é fazer isso – e cobrar por isso – dizendo que está fazendo Coaching!